Show de estilo

 

Apesar do estereótipo das modelos, a moda sempre foi democrática. O verdadeiro truque é saber qual é o melhor jeito de capturar as tendências e as trazer para o seu estilo e também de forma que favoreça seu corpo.

Foto: Divulgação

Para manter a elegância na terceira idade, a alfaiataria é a melhor amiga das senhoras. Calças, blazers, bermudas e saias são ótimas opções para manter a classe e ter um visual alinhado e cheio de estilo. Para o clima tropical do Brasil, a camisaria também é uma boa pedida, seja nas próprias camisas, em batas ou vestidos.

Chegar à melhor idade não significa ter que deixar de se arrumar, muito menos deixar de acompanhar as tendências de moda. Para quem gosta de modelagens mais simples e roupas mais básicas, a dica é investir em acessórios ou nas estampas, lembrando de sempre priorizar o conforto.

O Fashion Bubbles já falou sobre o blog Advanced Style, de Ari Seth Cohen. Lá ele mostra senhoras e senhores super fashion que dão um show de estilo.

 Algumas dicas valiosas:

É importante memorizar que as cores vibrantes destacam ao passo que as sóbrias suavizam. A partir disso, podemos usar as sóbrias nas partes do corpo que se deseja disfarçar e realçar os pontos positivos com as vibrantes. Não se esqueça de que cores claras e brilhantes “aumentam” enquanto às escuras e foscas diminuem.

Cuidado com calcinhas com elástico muito apertado, que acabam por marcar muito a roupa. Prefira lingeries com corte a lazer e sem elástico que ficam com aspecto invisível.

Como é normal flacidez nos braços com a idade, fuja das blusas e vestidos de alcinhas. Roupas com mangas, mesmo que menores, como a japonesa, são uma ótima pedida.

Roupas muito curta e apertada também não são nada elegantes, além de desvalorizar o look.

Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Foto: Divulgação

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Best of Terry O’Neill

 

Best of: Terry O’Neill reúne suas fotografias favoritas em novo livro

Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

“Estou tão ocupado que não tenho mais tempo de pegar a câmera”, escreveu Terry O’Neill em seu site. Ainda bem, nos últimos 50 anos, o fotógrafo britânico teve, e foi com ela que produziu algumas das mais icônicas fotos do show business. De rockstars a supermodels (Kate Moss, Lauren Hutton e Cindy Crawford inclusas); passando por divas do cinema, a lista de personagens retratados em suas fotos é longa.

Essas imagens estarão reunidas em um novo livro: “Terry O’Neill” é o resultado de uma pesquisa que durou três anos, na qual o próprio artista vasculhou arquivos em busca das fotos que considera suas favoritas, entre retratos, capas de revistas, álbuns e editoriais de moda.

O livro, lançado pela editora ACC Editions, está disponível em pré-venda no Mail Book Shop por £43 (cerca de R$ 134). Na galeria abaixo, veja o que há dentro dele.

Foto: Divulgação
Foto: Divulgação
Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

 

O que é moda pra você?

Moda – uma visão antropológica

Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

Outro dia, enquanto procurava uma palavra no dicionário, deparei-me com algo que me chamou a atenção. Entre algumas definições para “moda”, estava “Uso, hábito ou estilo geralmente aceito, variável no tempo, e resultante de determinado gosto, meio social, região, etc.”. Outro significado presente era “maneira, modo”. Comecei a pensar, então, no real significado do termo nos dias atuais.Corri para o meu laptop e mais uma vez, deixei-me levar…

Foto: Divulgação

Muitos sabem que, com o reflexo de um tempo ou sociedade, a moda muda e cresce, e que também se modifica a forma como cada um a usa. O papel que a globalização teve nos últimos anos (e continua tendo até hoje) com relação ao assunto é muito importante. Prova disso é a internet, que propaga as informações, fazendo com que as mesmas ganhem uma velocidade inimaginável.

Cada vez mais, as culturas se mesclam, trocando entre si hábitos, idéias, costumes… Influências têm passagem de ida e volta se manifestando sob a forma de acessórios, maquiagens, roupas. Um exemplo forte é a influência exercida pelas novelas. Roupas, acessórios, cores, tecidos coloridos e estampados, esmaltes, expressões verbais, comportamentos e até mesmo cortes de cabelos causam tanta empatia com o público que, em pouco tempo adere a tais costumes… E assim vão ganhando mais destaques após o folhetim.

Nos dias atuais, não há como fugir. Influências chegam por todos os lados e em grande quantidade. Por conseqüência, modificam a moda, modificam o estilo de vida… Além de inevitáveis, são necessárias e benéficas.

Sob a alta velocidade da globalização, as categorias pré-determinadas acabam caindo por terra. Não há mais estilos concretos que obedeçam a normas e sigam parâmetros, mas sim uma grande mistura em que diferentes culturas se mostram presentes em pinceladas, assim como a influência de diferentes épocas, estilos de vida… Tornaram-se raridades aqueles que se posicionam sob a sombra de um único rótulo – se é que ainda existem rótulos. Como um natural reflexo de uma sociedade mais globalizada e comunicativa, a moda se tornou mesclada e mais democrática.

Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

Diante disso, tendências nascidas nas passarelas chegam às vitrines e às ruas com um enfoque diferente, pois são vistas pelos consumidores desta forma. Já não escravizam ou impõem nada, mas sim servem de base para customizações, trocas e ideias novas. Uma mesma tendência se torna várias sob diferentes pontos de vista ou, como diz o dicionário, “resultante de determinado gosto, meio social, região, etc.”. Moda, na realidade, é fruto do modo. Usada como identificação, como forma de se construir ou mostrar uma identidade, ela há de ser singular e existir de forma única para cada um. Afinal, nós podemos usar as tendências através de nosso próprio olhar e a nosso favor, ou sermos usados por elas.

Até o nosso próximo encontro!

 

 

 

 

 

 

 

 

Publicitária e Jornalista com pôs graduação em Design de Moda.

Por Carla Lima/Fotos: Richard Avedon

 

100% artesanal

Foto: Divulgação

A cobertura-chave desta temporada tem confecção 100% artesanal, tramas soltas e injeta a dose exata de despretensão sofisticada ao look sequinho que as fãs do estilo Emmanuelle Alt adoram.

Já deu para perceber que o elemento em questão é o tricô, mas não qualquer um. É de Vanessa Montoro a autoria das peças-desejo da vez: coletes e casacos desabados, com ar handmade, tingimento natural e o providencial volume extra que equilibra nossos atuais bottoms favoritos, leia-se jeans skinny e calças de couro.

Foto: Divulgação

Desde que fundou sua marca homônima, em 2005, Vanessa sempre viu suas peças de crochê e tricô serem associadas a um mood romântico e idílico. Mas, o tempo passou, e Vanessa evoluiu, e sua coleção para este inverno sintetiza muito bem esse novo momento da estilista, que em temporadas recentes, já vinha ensaiando misturas bem-sucedidas e inusitadas entre fios de seda (a matéria-prima que dá vida às tramas) e couro e camurça.

O crochê também ganhou a companhia da pele de coelho, bordada em barras de vestidos curtos e longos. Outro destaque da coleção é a mistura inteligente de cores dos fios nos tubinhos de crochê, compondo padrões que lembram estampas geométricas (mais em alta impossível).

Foto: Divulgação

Para usar o tricô como seu uniforme urbano nesta edição sem jamais parecer que chegou da fazenda direto ao trabalho, experimente misturar as tramas artesanais com denim e metálicos, ou então jogar uma jaqueta de couro por cima dos vestidos rústicos. Sapatilhas clássicas da Chanel, bolsas com alça de corrente, jóias de prata e qualquer outro tipo de acessório com jeitão de “nascido do asfalto” conversam perfeitamente com este visual.

Prova de que, seja no trabalho, seja no closet, evoluir é preciso!

Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

 

Por Bárbara Leão de Moura

Calvin Klein Jeans

Calvin Klein Jeans apresenta a coleção feminina Primavera-Verão 2014/2015

Para a coleção feminina Primavera-Verão 2014/2015, a Calvin Klein Jeans apresenta denim icônicos e minimalistas, com destaque para os detalhes desconstruídos e brutos.

Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

A linha apresenta silhuetas clássicas que possuem cortes atuais e acabamentos inovadores. Os novos estilos “conceal” foram criados para reduzir as costuras ergonômicas com pesponto mínimo, deixando o visual mais natural e clean, recurso que valoriza o corpo. A coleção também oferece modelos de jeans com o novo acabamento “varnish”, pintados a mão e com aparência mais bruta. Uma cartela pura com tons de cinza e creme entra em contraste com o azul marinho sexy e o preto desbotado.

Os principais cortes de denim da estação incluem o novo shape Girlfriend – inspirado no popular estilo Boyfriend, mas com cintura e gancho menores -, além do super skinny high, skinny high, jegging, flare e kick jeans.

Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

A coleção Primavera-Verão 2014/2015 também inclui diversos vestidos, saias, shorts, calças, camisetas e suéteres estilo Boyfriend em diferentes tecidos, como linho e seda. Looks monocromáticos, por sua vez, são justapostos a peças esportivas com inserção de malha. Além dos tons neutros de nude, preto, cinza claro e off-white, tonalidades vibrantes dão um toque colorido às peças, como coral, verde e tons de azul oceânico. Os acessórios complementam a produção com bolsas trapézio e carteiras, cintos, tênis tipo alpargatas, sandálias e sapatilhas.

Calvin Klein, Inc. é um dos principais nomes do design de moda e de marketing do mundo. A empresa projeta e comercializa trajes para mulheres e homens além de uma gama de outros produtos que são fabricados e comercializados através de uma extensa rede de acordos de licenciamento e outras modalidades em vários países. Linhas de produtos sob as diversas marcas Calvin Klein incluem vestidos e ternos femininos, roupas masculinas e de alfaiataria, homens e mulheres sportwear, vestuário para golf, jeanswear, underwear, fragrâncias, eyewear, relógios, bolsas, itens em couro e linha casa.

Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

CREDITO EDITORIAL: Calvin Klein Jeans

CREDITO DAS IMAGENS: Rodrigo Zorzi

In your face

O MUSEU DE ARTE BRASILEIRA DA FAAP (MAB – FAAP) EXPÕE TRABALHOS DO INFLUENTE FOTÓGRAFO MARIO TESTINO

Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

Colaborador assíduo das páginas desta Vogue, Mario traz para cá 122 fotografias que selecionou dentre os muitos cliques que fez ao longo de sua carreira, entre fotos com apelo fashion (vide a hipnotizante imagem da veterana modelo da Estônia Carmen Kass, feita para a revista Allure em 2009 e outras de nomes mais conhecidos – ele é, afinal, um dos maiores portrait makers de celebridades e personalidades de nossa atualidade, com o casal formado por Princípe William e a Duquesa de Cambridge Kate Middleton entre os mais recentes adeptos de sua envolvente fotografia, capaz de revelar frações de intimidade até mesmo em situações oficiais.

Reconhecido com um OBE (Officer of the Most Excellent Order of the British Empire) em janeiro deste ano, o fotógrafo mantém relação estreita com o Reino Unido para além da família Real. Na Burberry, por exemplo (tradicional marca britânica e parceira da mostra), ele mantém seu nome nos créditos de foto das campanhas desde 1996. A mais recente delas, lançada nesta última terça-feira (10.06), inclui um casting estrelado por Cara Delevingne, Suki Waterhouse, Malaika Firth, Callum Ball, Tarun Nijjer e Oli Green, todos rostos fresh transformados em personas de uma nova cool britanniaatravés de suas lentes.

A mostra In Your Face – primeiramente exibida no Fine Arts Museum de Boston em 2012 e no Museo de Arte Latino Americano de Buenos Aires (MALBA) em 2014 – é uma visão íntima e provocativa dos diferentes aspectos do trabalho de Testino. Expõe várias de suas fotos mais ousadas ​​e audaciosas, dando ao espectador uma visão privilegiada de seu mundo em 122 imagens selecionadas pessoalmente por ele.

A seleção de obras representa a ideia de uma coleção permanente tirada de um museu, onde diferentes artistas e gêneros estão expostos em conjunto. A gama completa de obras da carreira do fotógrafo Mario Testino é apresentada na exposição, sem que um único estilo prevaleça sobre o outro, criando contrastes e contradições provocativas.

Testino estabeleceu a ordem das obras, posicionando retratos formais com íntimos snapshots(fotos instantâneas), nus com fotografias de moda, preto e branco com cor, imagens emolduradas com gravuras fixadas diretamente nas paredes.

Seu estilo único e habilidade intuitiva em capturar momentos criando conexões emocionais fizeram de Mario Testino um dos mais conhecidos fotógrafos do mundo. In Your Face reúne obras que combinam elementos-chave da cultura contemporânea, convidando o visitante a entrar em um mundo esteticamente belo, de glamour, sensualidade e sofisticação.

Foto: Divulgação

 

Exposição Mario Testino: “In Your Face”
De 29 de agosto a 12 de outubro
Museu de Arte Brasileira da Fundação Armando Álvares Penteado – (MAB – FAAP).

 

Monroe musa

 

Marilyn Monroe: ícone em livro do museu Salvatore Ferragamo

Para deixar marcado o aniversário de mais de 50 anos sem Marilyn Monroe, o museu Salvatore Ferragamo lançou um livro com imagens icônicas da atriz e musa de todos os tempos.

Foto: Divulgação

“Marilyn” – nome do livro – foi editado por Stefania Ricci, diretora do museu de Ferragamo, além de terem tido ajuda do crítico de arte Sergio Risaliti. A musa aparece em diversas situações, como em sets de filmes, em casa, nas ruas. Marilyn ficava linda em qualquer lugar, né?

O livro é composto inclusive com fotos nunca antes divulgadas e algumas super raridades da vida profissional e pessoal de Marilyn. Além de outras homenagens a atriz.

Foto: Divulgação

 

Simultaneamente ao lançamento do livro, o museu localizado em Florença, na Itália exibe uma exposição com a diva do cinema, ilustrada em 50 figurinos usados pela atriz em filmes ícones, figurinos pessoais, documentos, fotos e sapatos Salvatore Ferragamo preferidos de Marilyn.

Algumas das fotos incluídas no livro estão uma da infância da atriz, em 1929; ela já loira, em 1945; em fotografia de maiô de André de Dienes, de 1949. Em fotografia em seu apartamento em Hollywood, em 1952; fotos dela preto e branca, entre 1955 e 1956.

Foto: Divulgação
Foto: Divulgação 

Incluem no livro fotos bem inusitadas de Marilyn sendo fotografada pelo filho do fotógrafo Milton H. Greene; e do seu aniversário em 1962, entre muitas outras imagens. Vale a pena conferir as fotos memoráveis do maior ícone de sensualidade de todos os tempos.

Fonte: siterg.terra.com.br

 

O futuro da moda

 

Recentemente, vi uma reportagem que defendia algo interessante e, acredito que até mesmo um pouco polêmico: o surgimento de uma moda unissex. Segundo os entrevistados, em um futuro próximo, chegaria o momento em que não existiria mais uma moda masculina e uma feminina, mas sim peças que simplesmente poderiam ser usadas por quem se interessasse por elas.

Um dos argumentos citados estava no fato da moda acompanhar comportamentos e funcionar quase como um espelho deles. Sendo assim, nada mais normal do que refletir a crescente igualdade dos sexos. Mulheres já não lideram as cozinhas como antigamente, mas sim enormes empresas, ocupando cargos que antes eram estritamente masculinos. Já os homens, por outro lado, estão também cada vez mais envolvidos com afazeres domésticos, destruindo parte dos antigos estereótipos.

Foto: Divulgação

Os papéis não estão se invertendo, mas se misturando. A praticidade também já não fica mais apenas do lado masculino. Muito pelo contrário. Se há alguns anos mulheres não usavam calças, atualmente elas vão além, em busca de uma moda que supra as suas necessidades também de conforto para um cotidiano atribulado. E os homens, que antigamente eram rotulados como aqueles que não se importam muito com o que vestir (apenas com a sua praticidade), estão cada vez mais inseridos no assunto.

Como reflexo dessas tendências de comportamento, estão as tendências das passarelas. Cortes retos, ternos, diferentes tipos de decote, calça skinny… Elementos masculinos e femininos se misturam e assumem um novo rosto. Repaginados ou em sua forma mais clássica, eles saltam da moda feminina para a masculina e vice-versa. Muitas dessas tendências apenas nascem e morrem nas passarelas, mas outras vão paulatinamente ganhando as ruas e provando que a ideia de uma futura moda unissex é sim plausível.

Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

A polêmica surge, por outro lado, com aqueles que defendem a individualidade de cada sexo, acreditando que deve ser preservada a essência de cada um deles. Mulheres com sua moda feminina, homens com a sua masculina, deixando transparecer em estilo diferenças imutáveis. Mas a ideia de certa androginia que viria com a moda unissex reflete uma verdade básica: que em cada um existe um pouco do feminino e do masculino, nunca apenas um lado.

De uma forma ou de outra, ainda que com toda a polêmica e diferentes opiniões rondando o assunto, a tal moda unissex está ainda distante de acontecer. Já aparece progressivamente nas passarelas, mas para chegar às ruas ainda tem todo um caminho de convenções e preconceitos para percorrer.

Até nosso próximo encontro!

Foto: Divulgação

 

Por Carla Lima

Emilio Pucci

 

Livro celebra história da grife Emilio Pucci e seus famosos prints

Foto: Divulgação

Mais um livro para a prateleira fashion: o italiano Emilio Pucci é tema de nova edição da publicação da editora Taschen, recheado de imagens históricas do estilista à frente de sua label, fundada em 1951, junto com a evolução da casa de moda desde a abertura da primeira loja, em Capri, até hoje. O acervo de cliques com as estampas coloridas e motivos psicodélicos que marcaram os closets de ícones como Marylin Monroe e Jacqueline Kennedy dividem as páginas com modelos atuais, assinados por Peter Dundas, e a legião de fãs famosas mais recentes como Diane Kruger, Magdalena Frackowiak e Eva Longoria, entre outras.

O relançamento ganha quatro diferentes capas e foi editado pela jornalista de moda Vanessa Friedman, com curadoria de Alessandra Arezzi Boza, da fundação homônima. Para as interessadas, a obra está disponível em pré-venda em livrarias digitais; na galeria, navegue por uma pequena amostra do título.

Foto: Divulgação
Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

 

Fonte: vogue.globo.com

Batom vinho

 

A cara do inverno!

As cores fortes e intensas nos lábios estão com tudo mesmo, além do vermelho que é um clássico, agora o queridinho da estação é o batom vinho!

A variação de tons, do vermelho fechado ao tom uva, passando pelo cereja, tem opção para combinar com todos os tons de pele e de cabelo.

É muito chique e elegante, porém requer cuidados na hora usar, por se tratar de uma cor bem forte e intensa, a maquiagem nos olhos deve ser leve e discreta, para não carregar o rosto e dar a impressão muito gótica.

Foto: Divulgação

Algumas dicas:

1 – Hidrate muito bem sua pele antes de começar a maquiar.
2 – Use ao invés de uma base líquida, uma base cremosa.
3 – Corretivo sempre da cor da sua pele, assim como a base. Cubra bem as imperfeições, porque nesta make, o blush e o pó são quase nada!
4 – Pode usar uma sombra marrom bem na base dos cílios, para dar mais volume.
5 – Nada de lápis escuro na linha d água, ou deixe sem lápis, ou use um bege (para quem tem olhos grandes, prefira não usar lápis nenhum, pois o claro vai aumentar mais ainda)
6 – Abuse da máscara de cílios, em cima e embaixo.
7 – Os lábios dever estar super hidratados antes de começar a pintá-los. Uma esfoliação de leve antes, também ajuda muito. Aí escolha um lápis de boca da cor do batom e preencha todo o lábio.
8 – Depois com um pincel de boca, aplique o batom por cima do lápis.

Foto: Divulgação