MINDFULNESS


Os que estão culturalmente atualizados no século XXI, começam a perceber que finalmente a ciência e a espiritualidade estão parando de disputar os holofotes. Rituais envoltos na área da religiosidade começam a entrar no palco da ciência. Lá atrás já havia começado a paquera com um poeta italiano que bolou o ditado “mente sã em corpo são”, mas só na década de 60 do século XX, um monge budista vietnamita – Thich Nhat Hanh assumiu o namoro da técnica de meditação budista com os fins medicinais – psicoterapêuticos.

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

Um número significativo de pesquisadores médicos e psicólogos resolveu dar credibilidade ao “casal” e começou a pesquisa que concluiu que independente da conotação da religião budista, a tal da meditação leva sim ao tratamento de dores cronicas, sobretudo em sintomas de ansiedade e depressão que o estresse provocava.

O ser humano é tão perfeito que já saiu da fábrica com um hormônio chamado cortisol que serve para dar energia muscular quando a pressão externa é grande. Um cara das cavernas quando saía para pegar um animal grande, claro que ficava “estressado” um pouco e o tal cortisol na medida certa, ajudava a que ele voltasse ao equilíbrio emocional.

Atualmente as pressões são tão intensas que o cortisol enlouquece e sai em disparada, causando estragos por onde passa no nosso organismo. Com a mente pressionada violentamente não há corpo que consiga se manter são. A doença pode ser um meio de nossa mente encontrar a solução para os conflitos inconscientes, buscando saídas através do corpo. Assim também o corpo exagerando nos objetos de satisfação (bebida, comida, drogas etc.) pode provocar um desequilíbrio mental. Mas tudo bem, já que não dá para fugir de situações estressantes, o negócio é brecar o tal do cortisol. Mas como?

Os pesquisadores sacaram que os monges budistas tinham a fórmula mágica – através da meditação conseguiam controlar a mente e obter o equilíbrio emocional. Tanto que em uma complicada técnica para medir quem era o ser humano mais feliz do mundo, a taça foi para o filho de um filósofo frances que atualmente é monge e traduz as palavras do Dalai Lama, Ricard Mathieu. Impossível definir o número de benefícios que a meditação oferece mas, só de saber que através dela se alcança a paz interior whoooo!

Os estudiosos nas suas pesquisas, concluíram que alguns elementos ligados à prática budista, não tinham qualquer relação com os efeitos da meditação. O importante é aprender a dominar a mente. Tanto que criaram um novo nome para a velha técnica – MINDFULNESS (atenção plena).

Na hipotética hipótese de ser ensinada esta técnica a todos os seres humanos na mais tenra idade, em 30 anos a Terra seria habitada só por pessoas que tenham a sabedoria para alcançar a alegria de viver e, em cada praça do mundo teria uma estátua do poeta romano Juvenal homenageando sua liberdade poética “MENS SANA IN CORPORE SANO” .

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação


Autor: Ana Boucinhas

Compartilhe Esse Post Em

Envie um Comentário