A babosa como auxiliar na nossa beleza

A babosa é o nome popular da Aloe Vera, uma planta também conhecida como Aloé Vera, Caraguatá, Erva babosa, Babosa de botica ou Babosa de jardim. O nome popular "babosa" se deve por sua característica gelatinosa (a baba). Encontram-se catalogadas mais de 200 espécies de Aloe. Originária do norte de África, a babosa é famosa por seus benefícios estéticos e fitoterápicos.

A babosa tem propriedades regeneradoras e funciona como um antioxidante natural. Vários estudos internacionais têm ampliado os conhecimentos científicos a respeito dos efeitos benéficos da babosa na saúde das pessoas. Entre eles ação anti-histamínica, anti-inflamatória e antioxidante. Ela pode também estimular a síntese de colágeno e é um vasoconstritor.

O gel da babosa tem resultados positivos para pesquisa clínica da psoríase e herpes simples.

No Brasil, seu uso tem autorização somente em produtos cosméticos e em medicamentos fitoterápicos de uso tópico com a função cicatrizante.

Benefícios da babosa

Ação hidratante: A seiva da babosa, encontrada em sua parte interna, tem poder acelerador e regenerativo das células da pele. Por isso, a planta é muito utilizada em cremes, loções e pomadas. Seus ativos potencializam a hidratação e a cicatrização.

Ação cicatrizante: O ingrediente ativo da babosa é a aloe vera, que tem reconhecidamente uma ação anti inflamatória, calmante e cicatrizante. Há produtos cosméticos e medicamentos fitoterápicos de uso tópico com a função cicatrizante.

Aliada do cabelo: A babosa é uma planta bastante conhecida por seus benefícios de hidratação para pele e cabelo, tanto que existe uma variedade enorme de produtos compostos a base desta planta A babosa possui dezoito aminoácidos essenciais à formação de proteínas, além de vitaminas A, C, E, B1, B2, B3, B6, B12 e B13 e ainda conta com mais de vinte minerais, tudo isso faz com que seja conhecida como a planta da saúde e beleza, pois seus benefícios vão além da questão estética. Devido ao poder hidratante, a babosa melhora a maciez e maleabilidade do cabelo. Existem muitos produtos industrializados, como shampoos e cremes com babosa em sua composição.

O melhor gel de aloe vera é o extraído diretamente da planta viva. Basta retirar um talo bem bonito, cortá-lo no sentido do comprimento e espremer o gel sobre a pele. Tome cuidado para não deixar o gel cair na roupa, pois ele mancha muito. É possível encontrar pés de aloe vera na maioria das lojas especializadas em plantas. Ele se desenvolve bem, mesmo com poucos cuidados, e cresce lindamente se tomar sol no peitoril da janela.

Não tem um pé de aloe vera? Não tem problema! É possível encontrar o gel puro na maioria das lojas de produtos naturais. Leia o rótulo com cuidado antes de comprar para verificar se o produto é 100% natural, sem aditivos.

Tenho vários pés na minha casa e faço eu mesma as adições no shampoo, como segue:

Escolha uma ou mais folhas bem “gordas” da babosa. Retire com a faca os espinhos das beiradas, para facilitar a manipulação. A seguir, abra com a faca cada folha ao meio e retire cuidadosamente com uma colher, toda a gelatina interna. Descarte as cascas ou aproveite como adubo orgânico.

Escolha uma travessa funda para não perder a gelatina, ao longo do processo pois cada folha rende muito líquido.

Coloque no liquidificador de pouco em pouco e deixe bater bastante. Cuidado pois a babosa batida fica espumosa e se estiver muito cheio o copo do liquidificador, vai por certo vazar. Não adicione nenhuma água ao longo de todo o processo.

Depois de pelo menos dez minutos batendo, escolha uma peneira para coar o líquido resultante. Você vai ver que ainda sobram alguns pedaços da gelatina que com uma colher você amassa para que passe pelas malhas da peneira.

Repita o processo até que todo o material retirado das folhas tenha se transformado num gel.

Escolha o shampoo de sua preferência. Para cada 400 ml de shampoo adicione uma xícara de café cheia de aloe vera. Sacuda sempre, antes do uso e pronto. Lave como de costume e você constatará que seu cabelo ficará com mais brilho e maciez.

Para a pele, há uma receita de máscara muito boa:

· Corte uma folha saudável de babosa, grande e gorda.

· Retire a casca verde da folha, recolha o interior, gelatinoso e misture com duas colheres de sopa de azeite de oliva ou de óleo de coco, no liquidificador.

· O azeite ou o óleo funcionam como conservantes e facilitam a aplicação ampliando o potencial curativo da babosa.

· Você também poderá acrescentar uma colher de sopa de mel. O mel também tem propriedades que ajudam na recuperação da pele, é um conservante natural, ajuda na cicatrização e recuperação da pele e cabelo.

· Guarde o que sobrou num pote fechado na geladeira. Como não tem nenhum conservante ou aditivo, procure fazer uma quantidade sempre pequena. Repita a máscara pelo menos uma vez por semana, sobre a pele bem limpa, deixando ficar pelo menos de 40 minutos a uma hora, agindo na pele. Retire a máscara de preferencia com água fria. Enquanto você estiver fazendo alguma limpeza ou arrumação, aproveite para se embelezar também. As rugas vão demorar a surgir e as já existentes, vão diminuir.

O melhor gel de aloe vera é o extraído diretamente da planta viva. Tome cuidado para não deixar o gel cair na roupa, pois ele mancha muito. Se não quiser ter o trabalho de fazer a máscara , basta cortar a folha da babosa, retirar os espinhos, abrir no sentido do cumprimento esfregar o interior da folha na pele do rosto e pescoço. Deixe secar e depois retire com água fria.

A mistura de Bepantol Derma e gel da babosa é um show para a pela. Esfregue primeiramente o gel e a seguir o Bepantol. Deixe a noite toda e pela manhã lave normalmente seu rosto como de costume. Sua pele vai agradecer milhões . Esta receita é particularmente boa para ruguinhas finas, tipo de pele de velho marinheiro.

Na terceira idade então, é um must!


38 visualizações

Fique por dentro das novidades

© 2020 Amantes da Vida - Todos os direitos reservados