Fique por dentro das novidades

© 2020 Amantes da Vida - Todos os direitos reservados

O fenômeno João de Deus

Atualizado: Fev 5

Discorrer sobre João de Deus imparcialmente é uma difícil tarefa, pois se trata de um fenômeno na estrita concepção da palavra. Às criticas sobrepõem-se depoimentos surpreendentes que atestam a força espiritual do médium-curador, aliada à fé dos que o procuram.


Aos adeptos do espiritismo é absolutamente explicável o fato de Entidades incorporarem-se no médium João de Deus e através dele realizarem cirurgias espirituais. Aos céticos, inexiste a menor condição de acreditar em milagres.   Independente da diferença de convicção, um fato é absolutamente inegável – a ausência de qualquer manifestação de dor física no semblante dos que são submetidos às cirurgias espirituais com o uso de instrumentos cortantes.

Considerando que este procedimento é feito diante dos presentes, o testemunho é absolutamente isento de parcialidade. Com o “paciente” em pé, o bisturi perfura em minutos a parte a ser tratada e mesmo com o sangue jorrando, não há um franzir no rosto da pessoa indicando um desconforto físico. Só por este fato já é totalmente justificável o fenômeno João de Deus.

Foto: Divulgação


Mas nem todos os que procuram o maior hospital espiritual do mundo, a Casa Dom Inácio de Loyola submetem-se á cirurgia com objeto cortante. A imensa maioria, caso necessite de uma intervenção indicada pela ‘Entidade’ incorporada no momento em que a pessoa passe diante do médium ou mesmo que tenha ido com o propósito de ser operado espiritualmente, une-se coletivamente diante de João de Deus e em poucos minutos todos já são avisados que a cirurgia foi realizada.

Aos que não necessitem de uma intervenção imediata, a indicação do tratamento à base de ‘passiflorine’ e ‘água fluidificada’ é dada, com a recomendação de que a medicação usual não seja interrompida sob-hipótese alguma. Segundo depoimentos colhidos dentre as cinco mil pessoas que procuram diariamente a Casa Don Inácio, o índice de cura ou estagnação do tumor maligno, por exemplo, é fantástico.

Foto: Divulgação


De acordo com a sua biografa oficial, a norte-americana Heather Cumming, que decidiu se mudar para Abadiânia e tornar-se filha da casa – “É difícil explicar o que está acontecendo aqui. São pessoas que chegam talvez em desespero e sem esperança. Um mês depois recebo emails ou cartas dizendo que foram aos médicos e agora estão bem melhores”.

O tratamento costuma ser longo e a persistência deve ser constante, segundo os comentários ouvidos. O fluxo de pessoas que se desloca de todas as partes do mundo não para de crescer, o que é um fato indicador do grande percentual de curas dos males físicos, mentais e emocionais.

Foto: Divulgação


Nas últimas quase três décadas, simplesmente nove milhões de pessoas já pisaram na pequena cidade de Abadiânia. A fama de João de Deus extrapolando fronteiras, tem levado João Teixeira Leite a exercer o seu poder mediúnico de cura no exterior.


“Para quem acredita, nenhuma palavra é necessária. Para quem não acredita, nenhuma palavra é possível”, Ignácio de Loyola.

Foto: Divulgação


#Comportamento #Saúde

0 visualização