‘Quem dá brilho, brilha’

Atualizado: Fev 5

Dicas para se livrar das mosquinhas das frutas – Programa Mulheres TV Gazeta – 25/08. 

Foto: Divulgação


Frutas maduras sempre atraem as mosquinhas das frutas, principalmente ameixas, tâmaras,e bananas.

Sugiro alguns métodos para livrar-se delas:

  1. Mantenha o local inclusive a fruteira, sempre muito limpa. Procure lavar suas frutas e desinfeta-las antes de colocar na fruteira. Lave e enxugue as frutas;

  2. Pulverize vinagre branco de álcool puro, na fruteira, antes de colocar as frutas ou simplesmente passe um pano com vinagre e deixe secar sem enxaguar;

  3. Cubra seu cesto ou se for possível, guarde suas frutas na geladeira;

  4. Encha um borrifador com álcool isopropílico (álcool para assepsia). Borrife-o nas moscas de fruta. Elas cairão no chão e você poderá varrê-las para longe. Este não é um inseticida eficiente – você precisará remover as moscas manualmente, mas ainda é melhor do que spray tóxico;

  5. Corte as bananas do talo, – a ponta seca e evita a infestação de moscas;

  6. Faça uma armadilha de tigela muito simples que requer apenas um pouco de cuidado na hora de produzir furos.

Numa tigela, adicione um pedaço de fruta velha e sem casca e um pouco de vinagre balsâmico ou mel. Cubra a tigela apertadamente (sem enrugamentos) com papel plástico. Crie buracos bem pequenos no plástico com a ajuda de um garfo. Tome cuidado para não alargar os furos – as moscas escaparão por buracos grandes. Idealmente, as moscas de fruta conseguirão entrar e não voltarão. Coloque a armadilha perto da fruteira e pronto. As mosquinhas entram e não conseguem sair.

Em programas anteriores, propus que os telespectadores me mandassem dicas para limpeza doméstica. Das sugestões apresentadas, selecionei e testei uma que me foi enviada por Fernanda Cancegliero, de São Paulo. Ela aprendeu a dica num curso de extensão universitário do SENAC, de Cozinheiro Chefe Internacional e que ensina entre outras matérias, higiene e segurança alimentar, além de claro, habilidades básicas de cozinha. O que vai ser colocado, portanto, é aprovado pela ANVISA, inclusive. Uso do Hipoclorito de Sódio a 5% – trata-se de água sanitária numa concentração dobrada.

Foto: Divulgação


Depois de terminado o uso da cozinha, pias, balcões e utensílios são desinfetados com este tipo de água sanitária. A proporção é de 10 ml para um litro de água para os utensílios. Nas bancadas, depois do hipoclorito de sódio, Fernanda Cancegliero ensinou a passar álcool 90%.  Chamou meu especial interesse o fato de que potes de plástico e tábuas de carne ficam totalmente branquinhos, se imersos nessa solução. Funciona mesmo depois de manchadas com sucos de cenoura e extrato de tomate. Eu tinha uma tábua cheia de riscos pretos que ficaram sem nenhum escuro. Tempo para imersão: uma hora. Dica dada e testada portanto enviarei um livro para Fernanda Cancegliero, agradecendo que tenha dividido comigo seus conhecimentos.

Coincidentemente, no sábado, uma telespectadora do Mulheres abordou-me no CEAGESP falando que tinha testado um método ótimo para clarear potes plásticos (até mesmo marmitas). Ela lava normalmente, com água e detergente e depois coloca ao sol. Perguntei-lhe o nome: Rose. Falei com ela que ia dar uma dica sobre o assunto, nesta terça feira!

#Dicas

0 visualização

Fique por dentro das novidades

© 2020 Amantes da Vida - Todos os direitos reservados